sábado, 25 de julho de 2009

Parece cocaína

eu escolhi a solidão
e nem imaginava o quanto seria triste
matei todos os meus amigos
desfiz meus relacionamentos
quebrei o coração de muitas mulheres
usei muitas delas
eu quis estar sozinho

eu busquei vencer a alegria
pondo mais tristeza na minha xícara de chá
e é um tormento acreditar que não posso mais ser assim

o sufoco é saber que
não se é feliz na solidão
que os outros podem viver sem mim
que eu estou assim por minha vontade
mas eu ainda tenho vontade de vomitar

e parece que emoções me vêm ao coração
e o choro é inevitável
mas ninguém me explicou que não podia ficar só
ninguém me dise que a solidão era triste

e agora? o que faço com meus muros?
são tão altos pra que possa pulá-los
são tão resistente pra que eu possa quebrá-los
são tão ásperos para que eu possa tocá-lo

e meu coração não quer mais sentir
e o isolamento é foda
e a depressão tomou conta de nós
e eu não sei mais em que caminho me enfiei

mas já está tarde
e eu não posso mais procurar ajuda

me resta ao menos sufocar-me no travesseiro
debaixo dos meus lençóis
e esperar um sonho onde eu esteja livre

me resta apenas um suspiro de liberdade
ao acordar do sonho
uma negação do horizonte frio

e se eu não puder contar com ninguém
eu vou estar na minha cama, quando você me ligar
sobretudo, haverá de me contar como foi o seu dia
e depois eu irei te dizer que estou feliz por você
mas ainda assim, continuarei dentro do meu estreito equilíbrio
e da minha grande insensatez.

Um comentário:

Thaizoca disse...

me parece propício no momento!