sábado, 3 de maio de 2008

Nostalgia


Eu já ouvi alguma coisa sobre ouvir estrelas
num poema jogado num canto do meu quarto.


E eu tô tentando lembrar
Mas as únicas coisas que me passam à cabeça
Uma música romântica, uma baladinha adolescente
A imagem do seu rosto junto ao meu
A lembrança de seu rosto, sorrindo
Como na primeira vez

O gosto do seu beijo, clichê muito grande
Mas é inesquecível
Saudades dos segundos em silêncio

Depois do beijo que eu já esperava, antes de nascer

Se somos predestinados, se somos almas gêmeas
Tanto faz, pouco importa
Meu desejo, meus sentimentos

A única coisa que eu sei é que estou
Irremediavelmente viciado em você
Apenas sua voz me acalma
Te ver me faz querer estar apaixonadamente perdido

O bom disso tudo é saber que
Quando a música terminar
Tudo isso não vai passar
De poema deixado pra trás, enrolado num canto do meu quarto

3 comentários:

Ianna Gabi disse...

"Ora direis ouvir estrelas, certo, perdeste o senso!..." Meu Deus... Perdi o senso! Tenho um amigo poeta e não sabia, hahahaha...
Lindo poema, Dan! Ameeeeeeei...
Quase choro... Choraria se fosse escrito pra mim, huahuhsuhauhua...
Bjuuuuu ;**

Ay disse...

Adoreeiii!!!
:****

Adriana Graça disse...

tolices!